Blog Lynaldo Cavalcanti

Projeto do CNPq resgata a história de pioneiras da ciência no Brasil

16

jun

2016

A história de mulheres pioneiras em diversas áreas do conhecimento no Brasil ganha um novo registro. A 6ª edição do projeto Pioneiras da Ciência foi lançada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) com a trajetória de nove pesquisadoras que contribuíram para a ciência brasileira e a formação de recursos humanos no país.

O Pioneiras da Ciência é uma das ações do programa Mulher e Ciência, criado há mais de dez anos para promover a participação feminina nas ciências e nas carreiras acadêmicas, além de estimular a reflexão acerca das relações de gênero no país. O programa é executado em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Ministério da Educação (MEC) e Secretaria de Políticas para as Mulheres.

Nesta 6ª edição, o Pioneiras da Ciência conta a história de nove pesquisadoras que atuaram nas áreas da psicologia, química, história e matemática. Os textos entrelaçam as trajetórias pessoais e acadêmicas, mostrando os resultados do trabalho de cada uma e obstáculos enfrentados. Para revelar essas histórias, o projeto foi atrás de pesquisadores que foram influenciados pelas obras dessas mulheres.

Desafios

Uma das responsáveis pelo programa Mulher e Ciência, a socióloga Maria Lúcia de Santana Braga afirma que ações como o Pioneiras da Ciência estimulam a participação das mulheres em carreiras científicas. Segundo ela, a presença feminina em algumas áreas, como nas ciências exatas, ainda é tímida. Nas engenharias, por exemplo, a participação das mulheres não chega a 30% dos profissionais em atuação.

Outro desafio, ressalta Maria Lúcia, é ampliar o acesso das mulheres cientistas a cargos de comando. “Atualmente, temos uma igualdade de gênero nas condições de acesso às carreiras, mas precisamos aumentar a presença das mulheres em postos de gestão, que ainda é desigual”.

Com essa nova edição, o Pioneiras da Ciência já homenageou 79 pesquisadoras que tiveram vida acadêmica ativa a partir dos anos 1920.

E o reconhecimento pelo trabalho das cientistas brasileiras terá continuidade. Sugestões de nomes para as próximas edições do Pioneiras da Ciência, com a justificativa pela indicação, podem ser enviados para o e-mail programamulhereciencia@cnpq.br

Fonte: CNPq

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *