Blog Lynaldo Cavalcanti

Finep e FNDCT investem em startup do setor automotivo através do Fundo Primatec

16

maio

2019

 autaza

Em abril passado, foi efetivado, pelo Fundo Primatec, o investimento na Autaza Tecnologia Ltda, empresa sediada em São José dos Campos (SP) e especializada em soluções de inspeção de qualidade na indústria através de tecnologias de visão computacional e inteligência artificial. O investimento inicial do Fundo na empresa, de R$ 2,5 milhões, representa uma participação acionária de 32%.

A Autaza, incubada no Parque Tecnológico de São José dos Campos, nasceu de um projeto de pesquisa e desenvolvimento entre o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a General Motors (GM). A empresa desenvolve equipamentos e software para a inspeção de produtos, customizados conforme os critérios de qualidade de diferentes indústrias, utilizando as tecnologias de visão computacional e inteligência artificial. O sistema elimina a subjetividade na identificação e classificação de defeitos, reduzindo tempo e garantindo a qualidade do produto final.

As soluções incluem inspeção de carrocerias mediante a identificação de ondulações e amassamentos; identificação de distorções ópticas, variação de espessura e bolhas internas na produção de vidros planos, vidros automotivos e aeronáuticos, entre outros; e identificação de defeitos de pintura em materiais plásticos, metálicos e compósitos. Entre seus principais clientes destacam-se a General Motors, a Embraer e a Opel.

A empresa faturou cerca de R$ 922 mil em 2018 e foi avaliada em R$ 8,22 milhões. Uma de suas metas é a internacionalização a partir do investimento do Fundo, além da geração de empregos qualificados, contribuindo de maneira relevante para o crescimento da indústria 4.0 no Brasil.

O Fundo Primatec, gerido pela Antera Gestão de Recursos S.A, já investiu em 10 empresas e conta com 108 em prospecção. Seu foco é investir em empresas inovadoras dos setores de tecnologia da informação, comunicação, energia, sustentabilidade e economia criativa, sendo obrigatório que estas estejam sediadas nos principais Parques Tecnológicos e Incubadoras nacionais.
O capital comprometido total do Fundo é de aproximadamente R$ 100 milhões, sendo que a participação da Finep, com recursos do FNDCT, é de R$ 40 milhões, dos quais R$ 10 milhões já foram integralizados.

Segundo Dalmo Moreira Jr, gerente do Departamento de Investimento em Fundos e Participações da Finep, “a tese de investimento do Primatec é singular e fortalece o posicionamento da Finep junto aos principais Parques Tecnológicos e Incubadoras do país, além de possibilitar a identificação de oportunidades de investimento em startups altamente inovadoras e com grande potencial de crescimento”.

Portal Finep

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *