Blog Lynaldo Cavalcanti

Embrapii/MCTI vai escolher novas unidades credenciadas e investir R$ 15 milhões em inovação automotiva

17

nov

2020

Entre as áreas de apoio da chamada estão tecnologias aplicadas à injeção e conformação de componentes veiculares, tecnologias aplicadas a powertrain, eletrificação veicular e inteligência computacional embarcada em veículos
50594333677_45f9535605_o.jpg

Foto: Leonardo Marques – ASCOM/MCTI

AEmpresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), anunciou nesta quarta-feira (11) um edital de seleção que vai escolher 5 Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICTs) nacionais públicas ou privadas sem fins lucrativos para se tornarem novas unidades credenciadas. Os ICTs devem se inscrever até o dia 4 de dezembro.

As instituições selecionadas vão contar com R$ 15 milhões para alavancarem o investimento em conjunto com empresas em soluções inovadoras no setor automotivo dentro do programa Rota 2030.  A Embrapii faz parte da iniciativa há 6 anos e já garantiu R$ 100 milhões para modernização da indústria por meio do desenvolvimento de soluções em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

No lançamento da chamada, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, exaltou o trabalho em conjunto da chamada, que envolve também o Ministério da Economia, e a inovação como ferramenta para superar a pandemia.

“Quando eu apresento um programa como esse eu vejo que é possível aplicar essa mesma ideia em outros setores. Isso com certeza poderia alavancar os resultados que a gente tem. É exatamente pela inovação e esse tipo de ação que a gente consegue se recuperar da pandemia e colocar o Brasil na posição que ele merece e vai chegar lá”, considerou.

Entre as áreas de apoio da chamada estão tecnologias aplicadas à injeção e conformação de componentes veiculares, tecnologias aplicadas a powertrain (que geram tração ao veículo), tecnologias aplicadas à eletrificação veicular e inteligência computacional embarcada em veículos.

O diretor-presidente da Embrapii, Jorge Guimarães, defendeu a aproximação das empresas aos institutos de pesquisa e ressaltou as características de flexibilidade e falta de burocracia da Embrapii. “O Programa Rota 2030 deve-se a lucidez da equipe do Ministério da Economia para retornar ao setor de mobilidade e logística o estimulo financeiro para impulsionar a inovação no segmento”.

Já o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, frisou o crescimento brasileiro na criação e apoio a startups. “Nós estamos vivenciando uma transformação e um crescimento de startups graças ao trabalho do Governo Federal e principalmente ao trabalho integrado do Ministério da Economia com o MCTI. O Rota 2030 também permite que os recursos sejam direcionados a startups, o que é um grande avanço”.

Por fim, o presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), Dan Ioschpe, destacou a parceria entre empresas e ICTs para acelerar a competitividade do país.  “Em 6 anos de existência, a Embrapii já deixou a marca da eficiência, agilidade, propósito e alinhamento com o que há de mais moderno e efetivo no mundo. Por isso, a participação da Embrapii no Rota 2030 tem sido tão bem decisiva e bem sucedida. É fundamental que não se perca esse caminho”.

Participaram também do evento o secretário de Empreendedorismo e Inovação do ministério, Paulo Alvim; diretor de Planejamento e Relações Institucionais da Embrapii, José Gordon; CEO da startup Prevision, Ivan Viana; gerente de Propriedade Intelectual e Fomentos Públicos da Bosch, Leandro Mandu; e diretor de Assuntos Regulatórios da Fiat Chrysler, João Irineu.

Confira todas as informações do edital da Embrapii em https://embrapii.org.br/chamadas-publicas/chamada-publica-04-2020-programa-rota-2030-aberta/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *