Blog Lynaldo Cavalcanti

Edital IA2 MCTIC vai investir R$ 10 milhões em soluções de Inteligência Artificial

07

fev

2020

CGCS / MCTIC

Podem participar do edital startups, grupos de pesquisa, ICTs, empresas âncora e aceleradoras

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) lançaram nesta terça-feira (4), em Brasília, o Programa de Inovação Aberta e Inteligência Artificial – IA2 MCTIC. A iniciativa consiste em um edital de R$ 10 milhões para apoiar projetos de pesquisa e desenvolvimento em inteligência artificial em quatro áreas prioritárias: Agronegócio, Cidades, Indústria e Saúde.

O prazo para submissão de propostas vai até 13 de março. Podem participar da chamada Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs), que atuarão no suporte técnico dos projetos a serem desenvolvidos; aceleradoras, empresas responsáveis por investimento e suporte aos executores dos projetos; empresas âncora, interessadas em testar tecnologias de IA; e startups e grupos de pesquisa, que serão os executores dos projetos de P&D.

O secretário-executivo do MCTIC, Julio Semeghini, ressaltou as frentes em que o ministério tem atuado para construir a Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial, que conta com a consulta pública da política nacional, o edital de apoio à construção de 8 Centros de Pesquisa Aplicada e o IA2 MCTIC para acelerar projetos em áreas prioritárias.

“Hoje nós lançamos uma chamada aberta para pequenas e médias empresas que quiserem trabalhar desenvolvendo soluções de inteligência artificial e colocando isso disponível na rede que está sendo estruturada pelo MCTIC. Temos uma iniciativa pensada desde a política do setor, passando pela infraestrutura laboratorial e as soluções em chamadas como essa. A inteligência artificial tem muito a ajudar o Brasil”, explicou.

O investimento do programa é dividido em partes iguais por recursos da Lei de Informática e contrapartidas das empresas escolhidas no edital. A chamada tem abrangência nacional e possui critérios regionais para apoiar iniciativas nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste. Na primeira fase, serão escolhidos até 100 projetos com limite de orçamento de R$ 500 mil.

O secretário de Empreendedorismo e Inovação do ministério, Paulo Alvim, afirmou que as ações do ministério estão ligadas à Estratégia Brasileira para Transformação Digital. “A prioridade que a gente coloca é a transformação digital da sociedade vinculada ao cumprimento da nossa missão institucional. Conforme orientação do ministro Marcos Pontes, nós temos três ações integrando três secretarias, criando um grande ecossistema de suporte a toda a pesquisa e desenvolvimento na área de inteligência artificial”, disse.

O presidente da Softex, Ruben Delgado, destacou as parcerias da entidade com o MCTIC e os resultados para o mercado de software nacional. “Nós temos 10 anos de Projetos Prioritários de Inovação. Em 2009, o Brasil exportava em torno de US$ 39 milhões em software. Hoje são US$ 2 bilhões. Desde o início do PPI nós conseguimos multiplicar esses números por 60. Quando há um processo bem definido, isso aumenta a competitividade, faz com que o brasileiro não tenha de vender seu produto lá fora”.

Já o deputado Marcos Pereira (Republicanos/SP), presidente do Conselho de Administração da Softex, disse que a inteligência artificial é uma tecnologia que já faz parte do presente e servirá para resolver problemas do país. “Inteligência artificial não é uma tecnologia do futuro. É algo do presente. Sem a IA, a competitividade de nossas empresas, das áreas do conhecimento poderá ficar comprometida. A resolução de problemas passa pelo desenvolvimento da inteligência artificial e de um programa como esse lançado hoje”, pontuou.

Confira a íntegra do edital no site https://softex.br/iamctic

CGCS / MCTIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *